Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Filial europeia do banco russo Sberbank em 'quebra ou provável quebra', diz BCE

22:54 | Fev. 27, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

O Banco Central Europeu (BCE) constatou na segunda-feira (noite de domingo, 27, no Brasil, a "quebra ou provável quebra" da filial europeia do banco russo Sberbank, um dos maiores do país, devido a retiradas "significativas" de depósitos em meio à crise na Ucrânia e a sanções ocidentais.

O Sberbank Europe AG, com sede na Áustria, e suas filiais na Croácia e na Eslovênia, "tiveram saídas de depósitos significativas como resultado do impacto das tensões geopolíticas", explicou o organismo de supervisão bancária do BCE em um comunicado.

A entidade alertou que "no futuro próximo, é provável que o banco não possa pagar suas dívidas ou outros passivos à medida que vencerem".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

As retiradas provocaram uma "deterioração de sua liquidez" e "não há medidas disponíveis com possibilidades realistas" de restabelecer o fluxo de caixa da instituição.

Em seguida, o regulador austríaco FMA impôs uma "moratória sobre a filial europeia", com o que não poderá realizar "nenhuma retirada, transferência ou outra transação" pelo menos até 2 de março.

Segundo a regulamentação europeia, os depósitos de pessoas físicas são garantidas até 100.000 euros.

Os dois maiores bancos russos, Sberbank e VTB Bank, têm sido desde quinta-feira alvo de sanções americanas, que buscam limitar suas transações internacionais devido à invasão russa da Ucrânia.

As sanções dirigidas ao sistema bancário russo foram reforçadas no sábado com o anúncio de sua exclusão da plataforma de transações bancárias internacionais SWIFT.

O Sberbank Europe AG pertence 100% à central russa do banco. Também possui filiais em Bósnia-Herzegovina, República Checa, Hungria e Sérvia, que seriam afetadas pela quebra, mas estão sob a jurisdição do BCE.

O supervisor europeu informou que tem "coordenado com as autoridades nacionais" nestes países.

 

ys/ybl/mas/llu/dl/mvv

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar