Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Esperamos que sanções sigam sendo impostas se agressão continuar, diz Tkach

O encarregado de negócios da Ucrânia no Brasil, Anatoliy Tkach, disse que o país espera que sanções contra a Rússia continuem sendo levantadas se a agressão do país à Ucrânia continuar.

"As sanções já cobram preço alto à economia da Rússia. Há espaço para impor mais sanções e cobrar preço ainda mais alto à Rússia até Vladimir Putin parar", disse Tkach, em coletiva de imprensa realizada neste domingo em Brasília.

Entre as sanções que o país considerou importantes, Tkach citou o fechamento do espaço aéreo à companhias russas, adotado por vários países europeus, e a exclusão parcial da Rússia da Sociedade de Telecomunicações Financeiras Interbancárias Mundiais (Swift, na sigla em inglês). Ele também agradeceu o apoio de vários países com armas e financiamento ao país.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Questionado sobre as expectativas da Ucrânia em relação a novas medidas internacionais que possam ser adotadas contra a Rússia, Tkach afirmou que a Ucrânia espera que o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) envie a resolução que propõe a condenação da agressão russa na Ucrânia e pede a retirada de forças imediata à Assembleia Geral da entidade. "Esperamos que a Assembleia Geral adote o pedido de cessar fogo", disse.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar