Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Presidente da Comissão Europeia garante remoção de bancos russos do sistema Swift

Em declaração pública divulgada em seu Twitter no sábado, 26, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que o grupo garantirá que bancos russos sejam removidos do sistema bancário Swift.

Swift é a Sociedade de Telecomunicações Financeiras Interbancárias Mundiais, uma cooperativa internacional que atua como um canal de comunicação internacional entre bancos e padroniza transações financeiras entre diferentes países.

Dessa forma, a exclusão da Rússia é um duro golpe para o Kremlin, já que impedirá a atuação internacional dos bancos do País e deve bloquear suas importações e exportações.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Novas sanções para a Rússia

Leyen começou a declaração afirmando que, em coordenação com Estados Unidos, França, Alemanha, Itália, Canadá e Reino Unido, a Comissão Europeia estaria apresentando medidas para reforçar a resposta à invasão russa à Ucrânia, com objetivo de "mutilar a habilidade de Putin de financiar sua máquina de guerra".

Além da exclusão do Swift, Leyen afirmou que os bens do Banco Central russo serão paralisados, o que deve congelar suas transações.

Ela acrescentou, ainda, que a Comissão trabalhará para "proibir oligarcas russos de usarem seus bens financeiros em nossos mercados".

Tais decisões isolam ainda mais a Rússia no cenário internacional.

"Putin embarcou em um caminho com o objetivo de destruir a Ucrânia, mas o que ele também está fazendo, de fato, é destruir o futuro de seu próprio País", afirmou a presidente da Comissão Europeia.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar