Participamos do

DW leiloa NFT em prol da liberdade de imprensa

00:01 | Nov. 26, 2021
Autor DW
Tipo Notícia

PressFreedomX30 é o primeiro NFT da DW a ser leiloadoPara explorar a instigante tecnologia financeira e apoiar jornalistas mundo afora, a DW vai leiloar o NFT de um vídeo e repassar o valor arrecadado à Repórteres Sem Fronteiras.A liberdade de imprensa está ameaçada em muitas partes do mundo. Em meio a esse cenário, justamente dois jornalistas investigativos – Maria Ressa, das Filipinas, e Dmitri Muratov, da Rússia – foram agraciados com o Prêmio Nobel da Paz deste ano. O comitê organizador elogiou o compromisso de ambos com a liberdade de expressão, apontando se tratar de um pré-requisito para a democracia e a paz duradoura. Atualmente, em todo o mundo, 339 jornalistas e cerca de 100 blogueiros, jornalistas comunitários e trabalhadores do setor midiático estão presos, segundo informações da Repórteres Sem Fronteiras. O número representa um forte aumento em relação ao ano passado, quando um recorde já havia sido registrado. Além disso, mais de 30 jornalistas foram mortos somente este ano. A fim de mostrar respeito pelos colegas do mundo inteiro, a DW produziu um vídeo com a expressão "liberdade de imprensa" pronunciada em 30 idiomas em que a empresa difunde conteúdos. O vídeo vai a leilão, e os lucros serão destinados à Repórteres Sem Fronteiras. A ação da DW também foi desencadeada pelo desejo de aprender mais sobre um fenômeno que é instigante e promissor, mas também ainda um tanto peculiar: o vídeo a ser leiloado é vinculado à tecnologia NFT. NFT significa non-fungible token (token não fungível, em tradução livre para o português) e é uma espécie de certificado digital de autenticidade. A tecnologia confirma que certos dados digitais, normalmente passíveis de serem copiados, são um trabalho original, distinguindo-o de cópias. A base para isso é a tecnologia blockchain (cadeia de bloqueio), na qual também se baseiam moedas criptográficas como o bitcoin. Milhões por pixels NFTs chamaram atenção recentemente após alguns itens digitais originais serem vendidos por altas quantias. Em março deste ano, uma colagem digital de imagens do artista americano Beeple foi leiloada por 69 milhões de dólares. Até então pouco conhecido, Beeple chegou ao terceiro lugar entre os artistas vivos mais caros, atrás apenas de Jeff Koons e David Hockney. Essa foi também a primeira vez que uma renomada casa de leilões, a Christie's, permitiu um leilão de NFT. A maioria dos NFTs, porém, é leiloada em plataformas especializadas na internet, o que também envolve grandes quantias de dinheiro. Já foram leiloados desde um autorretrato do whistleblower Edward Snowden até videoclipes de eventos esportivos e memes com vídeos de gatos. O NFT de uma página do jornal The New York Times com um texto sobre o novo fenômeno de arte digital atingiu valor recorde. PressFreedomX30 Nos próximos artigos sobre o tema, vamos expliar como funciona a tecnologia dos NFTs e que experiências tivemos com ela. Ao mesmo tempo, vamos tentar descobrir por que algumas pessoas depositam grande esperança nos NFTs, enquanto outras consideram que a tecnologia é um sistema fraudulento e inimiga do clima. O NFT da Deutsche Welle chama-se PressFreedomX30 e é uma oportunidade para aprendermos mais sobre essa tecnologia instigante – talvez comparável à primeira venda no Ebay, em 1995, ou a um test-drive com o primeiro Tesla em 2008. Quem quiser participar precisa de uma carteira digital que aceite a criptomoeda ether. Para ter acesso ao leilão, basta acessar este link: https://foundation.app/@DW.com O início do leilão está marcado para a próxima terça-feira (16/11), às 17h no horário da Europa Central, 13h no horário de Brasília. A partir do primeiro lance, o leilão irá se estender por 24 horas. A arrecadação (menos a comissão da plataforma de leilão) será destinada para a Repórteres sem Fronteiras. A organização não governamental documenta violações da liberdade de imprensa em todo o mundo e apoia jornalistas perseguidos. Autor: Andreas Becker, Nicolas Martin

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente