Participamos do

Carro invade desfile de Natal e deixa 5 mortos nos EUA

00:04 | Nov. 24, 2021
Autor DW
Tipo Notícia

Policiais no local do desfile. Procurador-geral classificou incidente de Veículo SUV avança contra participantes de tradicional evento em Waukesha, no estado de Wisconsin. Mais de 40 pessoas ficam feridas, e crianças estão entre os atingidos. Testemunhas relatam cenas de horror.Cinco pessoas morreram e mais de 40 ficaram feridas, entre elas crianças, após um veículo SUV avançar contra um desfile de Natal na cidade de Waukesha, no estado americano de Wisconsin, neste domingo (21/11). Policiais afirmaram que o carro rompeu barricadas que cercavam o desfile por volta das 16h30 (hora local), enquanto espectadores assistiam ao tradicional evento anual na cidade, que fica cerca de 170 quilômetros ao norte de Chicago e 30 quilômetros a oeste de Milwaukee. Segundo a polícia, o número de mortos e feridos ainda pode mudar à medida que mais informações forem reunidas. De acordo com o chefe de polícia de Waukesha, Dan Thompson, alguns dos atingidos foram crianças. A polícia afirmou que uma "pessoa de interesse" está sob custódia. Segundo as autoridades, durante o incidente, um policial atirou contra o SUV na tentativa de pará-lo. O veículo foi apreendido. Ainda não se sabe se o incidente tem relação com terrorismo, mas a polícia afirmou que não há mais ameaças na cidade de 72 mil habitantes. As escolas e ruas de Waukesha permanecerão fechadas nesta segunda-feira, enquanto a investigação sobre o ocorrido prossegue, disse Thompson. "O que ocorreu em Waukesha hoje é repugnante, e tenho toda a confiança de que os responsáveis serão levados à Justiça", disse o procurador-geral Josh Kaul, principal oficial da lei de Wisconsin. "Choros e gritos ensurdecedores" Um vídeo postado nas redes sociais mostra um SUV vermelho avançando com velocidade no local do desfile, aparentemente atropelando mais de uma dúzia de pessoas, antes de o público que assistia nas calçadas correr para prestar assistência. "O SUV veio a toda velocidade. Então comecei a escutar pessoas gritando", contou Belen Santamaria, de 39 anos, que assistia ao desfile a partir da calçada. Outro espectador, Angelito Tenorio, disse ter visto o veículo acelerando ao longo da rota do desfile. "E então escutamos um barulho alto e choros e gritos ensurdecedores de pessoas atingidas." Segundo testemunhas e imagens, o carro avançou contra o desfile atrás de uma banda escolar. Uma mulher disse à emissora Fox6 TV que o veículo atingiu um grupo de dança de meninas entre nove e 15 anos de idade. Ela contou que a primeira reação foi silêncio, seguida de gritos, correria e assistência aos feridos. Vídeos postados em redes sociais mostram pequenos grupos ao redor de meninas com pompons brancos espalhadas pelo chão. "Havia pompons e sapatos e chocolate quente derramado por toda parte. Tive que ir de um corpo esmagado para o outro para encontrar minha filha", disse o morador Corey Montiho a um jornal local. "Minha esposa e minhas duas filhas quase foram atingidas. Por favor, rezem por todos." O hospital infantil de Wisconsin disse via Twitter ter recebido 15 pacientes até as 20h (hora local), sem registrar mortes até então. Uma testemunha também informou que o motorista atingiu um grupo de "vovós dançarinas” (dancing grannies), e ao menos uma pessoa rolou sobre o capô do SUV, segundo a emissora WISN-TV. O Milwaukee Dancing Grannies postou em sua página no Facebook que "membros do grupo e voluntários foram impactados". O perfil descreve "um grupo de avós que se encontram uma vez por semana para praticar coreografias para desfiles de verão e inverno". Um padre e alunos da escola católica de Waukesha estão entre os feridos, segundo a Arquidiocese de Milwaukee. Casa Branca lamenta "terrível incidente" O presidente americano, Joe Biden, foi informado por assessores sobre o incidente. "A Casa Branca está monitorando de perto a situação em Waukesha, e nossos sentimentos estão com todos que foram impactados por esse terrível incidente. Contatamos autoridades estaduais e locais para oferecer qualquer apoio e assistência necessários." O governador de Wisconsin, Tony Evers, disse que ele e a esposa estão "rezando por Waukesha e por todas as crianças, famílias e membros da comunidade afetados por esse ato sem sentido". O desfile natalino é realizado todos os anos em Waukesha no domingo antes do Dia de Ação de Graças, com patrocínio da Câmara de Comércio da cidade. Neste ano, a 59ª edição do evento tinha como tema "conforto e alegria". lf (Reuters, AFP, AP)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente