Participamos do

Exército americano destruiu aviões e blindados antes de deixar aeroporto de Cabul

Mais de 73 aviões foram inutilizados, entre outros equipamentos que haviam sido comprados pelos EUA para as Forças Armadas afegãs antes da queda do governo para o talibã
15:01 | Ago. 31, 2021
Autor AFP
Tipo Notícia

O Exército americano destruiu aviões, blindados e um sistema de defesa antimísseis antes de deixar o aeroporto de Cabul, na madrugada desta terça-feira, informou o chefe do comando central do Exército americano, general Kenneth McKenzie.

Os soldados "desmilitarizaram" 73 aviões antes do encerramento da ponte aérea de duas semanas com a qual retiraram civis que fugiam do regime talibã. "Esses aparelhos não voltarão a voar, não poderão ser usados", afirmou.

O Pentágono mobilizou 6 mil soldados para ocupar e manter o funcionamento do aeroporto de Cabul desde 14 de agosto, mas deixou no local 70 veículos blindados resistentes a minas terrestres, que valem 1 milhão de dólares cada, e 27 Humvees. Todos foram inabilitados, segundo McKenzie.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O Exército americano também deixou para trás o sistema de defesa antimísseis que deteve hoje cinco foguetes disparados pelo grupo Estado Islâmico contra o aeroporto. "Decidimos deixar esses sistemas funcionando até o último minuto", pouco antes da decolagem do último avião, indicou o comandante.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags