Participamos do

Casal escala por três dias montanha de 6.438 metros para casar no topo

Os noivos disseram "sim" a mais de seis mil metros de altura, na segunda maior montanha da Bolívia
16:52 | Ago. 31, 2021
Autor Maria Eduarda Andrade
Foto do autor
Maria Eduarda Andrade Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Se o casamento é um dos dias mais especiais para noivos apaixonados, imagina então casar no alto de uma das montanhas mais altas da América? Foi exatamente isso que fizeram os recém-casados Heydy e Jhony Pacheco, que tinham como sonho realizar o matrimônio no pico da montanha Illimani, na Bolívia.

O casal passou 3 dias escalando a montanha até chegar de fato ao topo e foi acompanhado por guias especializados que os ajudaram a escalar. O amigos convidados precisaram fazer a mesma subida para assistir as bodas. Por sinal, ficou a cargo dos amigos carregar vestidos, comidas e os adereços para a festa. 

Heydy e Jhony, moradores da cidade de Cochabamba, enfrentaram durante a subida desafios como grutas escondidas no gelo, trechos com inclinação de até 60º e 70º graus e algumas outras surpresas esperam todos os outros montanhistas que encararam essa montanha. Ainda assim, tiveram sorte com o clima: fez sol e as temperaturas estavam amenas. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A montanha escalada chega aos 6.438 metros de altitude e é a maior da Cordilheira Real e a segunda maior montanha da Bolívia. Cartão postal de La Paz, a capital do país, o Illimani contém uma escalada que, embora não seja fácil, atrai diversos turistas. 

"Eles (os noivos) são esportistas e amantes da natureza, mas também amantes da montanha. É por isso que decidiram fazer os votos de casamento no cume desta montanha", disse Agustín Gonzáles, montanhista e padrinho que celebrou o casamento, à agência de notícia Reuters.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags