PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Índia: pelo menos 140 pessoas estão desaparecidas após rompimento de geleira

18:28 | 07/02/2021

Equipes de resgate indianas lutavam para socorrer vítimas neste domingo depois que parte de uma geleira no Himalaia se rompeu e lançou uma torrente de água e detritos que atingiu duas usinas hidrelétricas. Pelo menos nove pessoas morreram e 140 estão desaparecidas.

Um vídeo do Estado de Uttarakhand, no norte da Índia, mostrou as águas caindo por um vale e surgindo em uma represa, quebrando-a em pedaços com pouca resistência antes de seguir rio abaixo. A inundação transformou um campo no que parecia ser uma paisagem lunar cor de cinzas.

Mais de 2 mil membros das forças armadas, grupos paramilitares e policiais participaram da operação de busca e resgate, incluindo soldados especialistas em alpinismo, disseram autoridades indianas.

A inundação foi causada quando uma parte da geleira Nanda Devi se quebrou pela manhã, liberando água presa atrás dela, afirmaram as autoridades. A água desceu com força a montanha e outros corpos d'água, forçando a evacuação de muitas aldeias ao longo das margens dos rios Alaknanda e Dhauliganga.

Uma usina hidrelétrica em Alaknanda foi destruída, e uma usina em construção em Dhauliganga foi danificada, disse Vivek Pandey, porta-voz da polícia paramilitar da fronteira indo-tibetana. Com origem nas montanhas do Himalaia, os dois rios se encontram antes de se fundir com o rio Ganges.

Segundo Pandey, pelo menos 42 trabalhadores ficaram presos em dois túneis na obra em Dhauliganga. Doze foram resgatados de um dos túneis, enquanto pelo menos outros 30 permaneciam presos dentro do outro.

"As equipes de resgate usaram cordas e pás para chegar à boca do túnel. Cavaram através dos escombros e entraram no túnel. Elas ainda não entraram em contato com as pessoas presas", disse o ministro-chefe Trivendra Singh Rawat,

o mais alto funcionário eleito de Uttarakhand.

Outros 140 trabalhadores nas duas usinas estavam desaparecidos, disse Pandey. Surjeet Singh, um oficial da polícia, disse que pelo menos nove corpos foram recuperados.

A área do Himalaia tem uma cadeia de projetos hidrelétricos em vários rios e

seus afluentes. Rawat disse que as autoridades foram capazes de evitar acidentes em outras unidades de energia a jusante devido à ação oportuna para liberar água abrindo comportas.

As enchentes também danificaram casas, disse Ravi Bejaria, porta-voz do governo. Ele não deu detalhes sobre o número de moradias atingidas, se algum dos habitantes ficou ferido ou se há desaparecidos ou mortos. Fonte: Associated Press.