Participamos do

No Egito, múmia de 2 mil anos é encontrada com língua de ouro

De acordo com a líder da expedição, Kathleen Martinez, a prática curiosa faria parte de um ritual para, em contato com Osiris, deus do subterrâneo, poder pedir misericórdia à alma
18:00 | Fev. 03, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Repórter-trainee
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

No Egito, especificamente no Templo de Taposiris Magna, 16 múmias foram descobertas por um grupo de arqueólogos da Universidade de Santo Domingo, da República Dominicana. Entre as ossadas está uma múmia com uma língua feita de ouro. De acordo com a líder da expedição, Kathleen Martinez, a prática curiosa faria parte de um ritual para se comunicar com Osíris, deus do subterrâneo e juiz do mundo dos mortos, em sua vida após a morte. Desse modo, ele poderia pedir misericórdia para sua alma.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Na teoria dos estudiosos, a língua verdadeira do falecido teria sido substituída pela de metal durante o embalsamento, técnica que evita a decomposição do corpo. Na descoberta, a múmia de aproximadamente dois mil anos revela algumas características do processo de mumificação na antiguidade greco-romana, segundo reportado pela publicação britânica Daily Mail. As informações são do portal UOL.

Leia Também | Cientistas recriam voz de múmia do Egito de 3 mil anos

Na descoberta, também foram encontrados alguns artefatos com as múmias, entre eles estão uma máscara funerária feminina, um diadema de ouro e oito máscaras de mármore esculpidas. Os itens estavam em perfeito estado de preservação, que "mostram uma grande habilidade em esculpir e representam as características da aparência de seus proprietários", conforme o diretor-geral de antiguidades da cidade de Alexandria, Dr. Khaled Abo El Hamd, disse em um comunicado.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags