PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Reino Unido terá novo lockdown nacional para conter variante do coronavírus

Boris Johson confirmou que medidas restritivas de circulação passam a valer a partir desta terça-feira, 5, até meados de fevereiro. Cidadãos serão aconselhados a ficar em casa

18:14 | 04/01/2021
Boris Johnson, premiê do Reino Unido (Foto: Leon Neal / POOL / AFP)
Boris Johnson, premiê do Reino Unido (Foto: Leon Neal / POOL / AFP)

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, confirmou nesta segunda-feira, 4, que o país entrará em novo "lockdown" nacional para conter a variante do coronavírus que é 70% mais transmissível. Em um pronunciamento à nação, o premiê afirmou que as medidas restritivas passarão a valer nesta terça-feira, 5, e permanecerão em vigor até pelo menos meados de fevereiro.

LEIA TAMBÉM | O que se sabe sobre a nova variante do coronavírus no Reino Unido

Com as novas restrições, as escolas e universidades britânicas serão fechadas, e aulas passarão a ser remotas. Além disso, os cidadãos serão aconselhados a permanecer em casa. "Temos que fazer mais juntos para controlar essa nova variante enquanto nossas vacinas são lançadas", disse Johnson no pronunciamento.

LEIA TAMBÉM | Boris Johnson não descarta medidas mais restritivas com avanço da pandemia

A flexibilização das medidas no meio de fevereiro, de acordo com o primeiro-ministro britânico, dependerá do processo de vacinação e de "todos fazerem a sua parte". O país já aprovou o uso emergencial de dois imunizantes: o desenvolvido pela Pfizer em parceria com a BioNTech e o produzido pela AstraZeneca em conjunto com a Universidade de Oxford.

"As semanas seguintes serão as mais difíceis até agora, mas realmente acredito que estamos entrando na última fase dessa luta", declarou Johnson. "Temos que permanecer cuidadosos com o que vem pela frente", acrescentou.

LEIA TAMBÉM | São Paulo confirma dois casos da nova variante do coronavírus