PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

'Prometo ser o presidente que não dividirá, mas sim unirá', diz Biden em discurso

23:16 | 07/11/2020

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, reforçou o discurso de integração durante sua primeira fala após a eleição. "Eu prometo ser o presidente que não dividirá, mas sim unirá. Trabalharei com todo o meu coração para conquistar a confiança de todos", disse o democrata na noite deste sábado, dia 7.

Biden elogiou a vice-presidente eleita, Kamala Harris, que discursou um pouco antes, destacando que ela é a primeira filha de imigrantes a ocupar o cargo. "Terei a honra de servir com Kamala Harris que será uma fantástica vice-presidente", afirmou.

O presidente eleito reforçou que governará para todos os americanos, e não só para quem votou nele. "Sou um democrata orgulhoso, mas serei presidente de todos. Agora, vamos dar a cada um de nós uma chance", disse. Ele declarou também que lutará para acabar com o racismo sistêmico no país, e lutar para diminuir a temperatura das polarizações. "Este é tempo para cicatrizar a América. Vamos parar de ouvir os outros como inimigos, somos todos americanos", declarou.

Buscando sempre o tom de conciliação, Biden declarou que o novo governo é uma chance de transformar os EUA. "Estamos num ponto de inflexão para construir uma nação com prosperidade. Precisamos restaurar a alma desta nação", afirmou.

Ele reforçou a unidade necessária para o país e disse que é preciso ter uma nação que trata a todos com dignidade. "Somos um povo bom e nunca houve nada que não pudemos fazer quando fazemos juntos". Biden também prestou solidariedade às famílias das vítimas fatais do novo coronavírus no país. "Meu coração vai para as famílias das 230 mil vitimas de covid nos EUA", declarou.

O democrata concluiu o discurso fazendo um novo convite à união: "vamos ser uma nação unida. Mantenha a fé e Deus abençoe a todos".