PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Olivia de Havilland, protagonista de 'E o vento levou', morre aos 104 anos

Estrela de Hollywood, a atriz norte-americana morreu de causas naturais em Paris, onde morava desde o início dos anos 1950

15:32 | 26/07/2020
Foto de 26 de fevereiro de 2011, a atriz norte-americana Olivia de Havilland participa da 36ª cerimônia de premiação Cesar no teatro Chatelet em Paris.  (Foto: BERTRAND GUAY/AFP)
Foto de 26 de fevereiro de 2011, a atriz norte-americana Olivia de Havilland participa da 36ª cerimônia de premiação Cesar no teatro Chatelet em Paris. (Foto: BERTRAND GUAY/AFP)

A estrela de Hollywood e protagonista de "E o vento levou", Olivia de Havilland, faleceu neste domingo (26), aos 104 anos, em Paris, onde morava - anunciou sua agente.

"Olivia de Havilland faleceu em paz, de causas naturais", informou a agente americana Lisa Goldberg, em um comunicado sobre a atriz duas vezes ganhadora do Oscar.

Olivia Mary de Havilland nasceu em 1º de julho de 1916 em Tóquio e viveu em Paris desde o início dos anos 1950. Recebeu honras como a Medalha Nacional das Artes, a Légion d'Honneur da França e a nomeação para o Comando da Ordem do Império Britânico.

Ela foi casada duas vezes - primeiro com o autor Marcus Goodrich, de 1946 a 1953, e depois com o jornalista Pierre Galante, editor da revista francesa Paris Match.

De Havilland era mais conhecida por seu papel como Melanie Hamilton em "E o vento levou", de 1939, mas também teve papéis principais ao lado de Flynn em "Captain Blood" (1935) e "As Aventuras de Robin Hood" (1938).

Ela foi indicada a cinco prêmios da Academia, ganhando melhor atriz por "Só resta uma lágrima" (1946) e "Tarde demais" (1949).