PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Petróleo se mantém em forte alta com suposto ataque a dois navios no Golfo de Omã

07:50 | 13/06/2019
Dois navios petroleiros foram danificados num suposto ataque no Golfo de Omã, na costa do Irã, nesta quinta-feira, segundo autoridades japonesas e operadores de navios. A notícia, que mais cedo foi descrita como "um incidente envolvendo uma explosão" na região, dá forte impulso aos preços do petróleo desde a madrugada.
O Comando Central de Forças Navais dos EUA em Bahrein, que supervisiona operações navais americanas na área, recebeu dois pedidos de socorro relativos a ataques a petroleiros, segundo comunicado da entidade. Um destroier americano está prestando assistência aos navios.
As tensões entre EUA e Irã se agravaram desde que quatro embarcações foram alvos de um ataque no Golfo de Omã no mês passado.
O episódio de hoje acontece num momento em que o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, faz uma visita oficial ao Irã.
Às 7h40 (de Brasília), o barril do petróleo tipo Brent para entrega em agosto subia 3,45% na ICE, a US$ 62,04, depois de chegar a ser negociado mais cedo a US$ 62,64, com alta de mais de 4%. Já o barril do WTÏ para julho avançava 2,97% na Nymex, a US$ 52,66.
Ontem, os futuros de petróleo sofreram tombos de 3,7% a 4%, em reação a um inesperado aumento nos estoques de petróleo bruto dos EUA na semana passada, de cerca de 2 milhões de barris, apontado em pesquisa do Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) norte-americano. Com informações da Dow Jones Newswires.

Agência Estado