PUBLICIDADE
Notícias

Paquistão homenageia príncipe herdeiro saudita

07:44 | 18/02/2019

O príncipe herdeiro saudita, Mohamed bin Salman, receberá nesta segunda-feira no Paquistão a maior condecoração civil do país, antes de prosseguir sua viagem asiática para Índia e China.

O príncipe, que teve a imagem internacional abalada pelo escândalo provocado pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi em outubro no consulado saudita de Istambul, deve receber a Nishan-e-Pakistan (Ordem do Paquistão), das mãos do presidente do país, Arif Alvi, informou o ministério das Relações Exteriores.

O príncipe, conhecido como "MBS", foi recebido no domingo com grandes honras em Islamabad pelo primeiro-ministro, Imran Khan.

Os dois acompanharam a assinatura de vários protocolos de acordos entre os dois países em diversos setores da economia, incluindo produtos petroquímicos, minerais e agricultura.

O valor dos acordos deve alcançar 20 bilhões de dólares, segundo o príncipe saudita.

A visita acontece em um momento de grande tensão regional, marcada pelas divergências do Paquistão com Índia e Irã, que acusam Islamabad de apoiar grupos insurgentes responsáveis por atentados suicidas.

"MBS" viajará em seguida para a Índia, onde se reunirá com o primeiro-ministro Narendra Modi, antes de visitar a China na quinta-feira e sexta-feira.

Para os analistas, com a viagem, a mais importante ao exterior desde a reunião do G20 na Argentina em dezembro, o príncipe herdeiro quer assegurar a seu país uma boa posição no mercado regional, em pleno crescimento, e também demonstrar ao Ocidente que ainda tem aliados, apesar do caso Kashoggi.

bur-st/ahe/lch/es/zm/fp

AFP