PUBLICIDADE
Notícias

Sequestradores de trabalhadores tunisianos na Líbia pedem libertação de líbio

12:53 | 17/02/2019

Os sequestradores de 14 tunisianos no oeste da Líbia pediram neste domingo (17) a libertação de um líbio condenado à prisão na Tunísia por tráfico de drogas, segundo um vídeo publicado nas redes sociais e uma fonte próxima ao caso.

Em um vídeo de menos dois minutos, os 14 reféns tunisianos aparecem sentados em colchonetes e dizem seu nome e cidade de origem.

O último a falar transmite uma mensagem dos sequestradores, exigindo às autoridades tunisianas a libertação de um líbio, Kamal al-Lafi al-Hijuji, detido em Medenine (sul da Tunísia).

O refém assegura que tanto ele como seus 13 companheiros serão libertados uma vez que libertarem este líbio, acrescentando que todos se encontram em bom estado de saúde.

Uma fonte tunisiana próxima a este caso confirmou à AFP a veracidade do vídeo.

Kamal al-Lafi al-Hijuji foi condenado este mês a 20 anos de prisão por tráfico de drogas por um tribunal da Tunísia, segundo a mesma fonte.

O Ministério das Relações Exteriores confirmou na sexta-feira este sequestro por um grupo de líbios armados perto de Zawiya, cidade situada a 50 quilômetros a oeste da capital líbia.

Os 14 reféns tunisianos foram sequestrados quando se dirigiam em um ônibus para a refinaria onde trabalham. Os homens armados bloquearam a rota para levá-los e deixaram o motorista do ônibus livre.

Limam Buraui, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Tunísia, disse neste domingo que "as negociações continuam".

ila/cgo/gk/pb/age/cb

AFP