PUBLICIDADE
Notícias

Caçador morre após abater búfalo e ser atacado por outro animal da mesma manada

O homem era dono de um safári e estava com um grupo de clientes quando foi atacado

14:07 | 01/06/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
Um caçador morreu após abater um búfalo e ser atacado por outro animal do mesmo rebanho na província de Limpopo, na África do Sul, na última terça-feira, 29. Claude Kleynhans, 54, era dono de um safári próximo à cidade e estava em um passeio com um grupo de clientes quando atirou no animal. Ele levava a carcaça do búfalo para seu carro quando foi atacado. A chifrada que recebeu atingiu sua artéria femoral, o que fez com que ele morresse na hora.

Claude era policial aposentado e pai de três crianças, também apontado como um “cristão apaixonado” e “um dos caçadores mais éticos do país” pela imprensa local, que destacou sua atuação na caça para a conservação das espécies e também para usar os animais como troféus. 

[SAIBAMAIS]Segundo o jornal The Sun, os búfalos africanos são considerados presas muito perigosas para caçadores já que ficam extremamente agressivos e vingativos quando percebem que podem estar em perigo. Quando um membro da manada é atacado por um predador – que pode ser um leão ou um ser humano – seus companheiros costumam revidar como forma de defesa. 

A repercussão do caso na internet gerou comentários negativos, de pessoas que comemoraram a morte do caçador por ele matar animais. “Espero que você não descanse em paz (...). Você matou diversos animais e agora é a sua vez, covarde inútil. Apodreça no inferno”, escreveu um usuário. 
 
Redação O POVO Online 
TAGS