PUBLICIDADE
Notícias

Terroristas matam a pedradas mulher que teria 11 maridos

Em região sob influência de grupo radical e violento, mulher teria sido julgada e condenada à morte

22:51 | 10/05/2018
Uma mulher foi condenada à morte por apedrejamento em praça pública após acusação de ser casada com 11 homens. O fato ocorreu nessa quarta, 9, na cidade de Sablale, ao sul da Somália.

Um juiz do grupo jihadista Al Shabab condenou a mulher baseado em afirmações de que ela se casou com dez homens enquanto ainda era casada com outro. O apedrejamento ocorreu em região onde o grupo tem muita influência e controle, e foi presenciada por centenas de moradores.

De acordo com informações da Veja, o grupo Al Shabab desenvolveu um sistema judicial próprio nas áreas da Somália que controla. Eles aplicam uma visão radical, violenta, estrita e ultraconservadora do que consideram ser a lei islâmica.

A Somália vive em um estado de guerra e caos desde 1991, quando caiu o ditador Mohammed Siad Barre. Desde então, o país está sem governo efetivo e em mãos de milícias radicais islâmicas.
 
Redação O POVO Online 
TAGS