PUBLICIDADE
Notícias

Pai de ginastas vítimas de abuso tenta agredir ex-médico em tribunal

Larry Nassar passa pela última audiência de sentença por violações sexuais contra atletas

21:30 | 02/02/2018
NULL
NULL

[FOTO1]

Randall Margraves, pai de três meninas que foram sexualmente abusadas pelo ex-médico da Federação de Ginástica dos Estados Unidos, Larry Nassar, tentou bater no réu durante audiência num tribunal de Michigan, nos EUA. O caso aconteceu nesta sexta-feira, 2. A informação é da Folha de S. Paulo.

Margraves, primeiramente, perguntou à juiza Janice Cunnigham se poderia ficar à sós com o réu em uma sala por cinco minutos. Diante da negativa da juíza, que alegou que o sistema americano não funcionava da forma proposta, ele correu pelo tribunal ao encontro do médico, mas foi contido pelos policiais presentes. O pai das ginastas foi preso por comportamento inadequado na corte.

A procuradora-geral assistente de Michigan, Angela Povilaitis, se irritou com a tentativa de agressão. Ele disse que Margraves, assim como todas as pessoas, não pode se comportar desta maneira.

Depois de um intervalo, Nassar foi trazido de volta ao tribunal para que a audiência pudesse prosseguir. A juíza falou que tem consciência que é difícil não tomar uma atitude violenta, mas pediu para que as pessoas se controlassem.

O médico passa pela última audiência de sentença por violações sexuais contra atletas. Ele assumiu culpa de três acusações em novembro do ano passado. Entre os crimes, dois envolvem garotas de 13 e 15 anos, além de um relacionado a uma adolescente com menos de 13 anos.

Ele foi condenado em janeiro a uma pena de 40 a 175 anos de prisão por abusos sexuais contra atletas. O médico também já tinha pegado 60 anos de prisão por posse de material pornográfico.

 

Redação O POVO Online

TAGS