Transexuais são presas e têm cabelos cortados na IndonésiaNotícias do Mundo
PUBLICIDADE
Notícias


Transexuais são presas e têm cabelos cortados na Indonésia

A Comissão Nacional de Direitos Humanos da Indonésia falou que os ataques da polícia não estão de acordo com a lei

13:59 | 30/01/2018
NULL
NULL

[FOTO1]

Na província de Aceh, no norte da Indonésia, 12 transexuais foram presas. O fato aconteceu no último fim de semana, depois de invadirem vários salões de beleza onde as vítimas trabalhavam. Elas tiveram os cabelos cortados pelos policiais e foram conduzidas para a delegacia local, onde ficaram detidas por três dias e foram obrigadas a usar roupas de homens. A informação é do jornal O Globo.

Em entrevista à BBC, o chefe da polícia local Ahamad Untung Surianata afirmou que as presas estão sendo aconselhadas e treinadas. Agora, segundo ele, as mulheres trans estão se comportando como homens de verdade.

Ele disse ainda que a polícia realizou o ataque conhecido como Operação Anti Moral Doentia depois de vizinhos reclamarem de influência negativa que as pessoas transexuais poderiam exercer sobre seus filhos.

A Comissão Nacional de Direitos Humanos da Indonésia falou que os ataques da polícia não estão de acordo com a lei e que as ações foram desumanas. Beka Ulung, da Comissão, entende que todos os cidadãos merecem ser protegidos e tratados igualmente.

Para ela, está claro que eles violaram o código de conduta da polícia. O trabalho da polícia, segundo Beka, deveria ser o de proteger as pessoas, sobretudo os mais vulneráveis.

 

Redação O POVO Online

TAGS