PUBLICIDADE
Notícias

Membro de partido britânico é suspensa após mensagens racistas sobre Meghan Markle

Jo Marney acusou Meghan Markle, noiva do príncipe Harry, de manchar a família real da Inglaterra

11:53 | 14/01/2018
NULL
NULL

[FOTO1]A namorada do líder do Partido para a Independência do Reino Unido (UKIP), Jo Marney,  foi suspensa neste domingo, 14, após ofensas proferidas à noiva do príncipe britânico Harry. Em uma série de mensagens, ela teria dito que Meghan Markle iria “contaminar” a família real com “sua semente” e abrir o caminho para um “rei negro”. As informações foram divulgadas pelo jornal Daily Mail.

 

A suspensão foi anunciada pelo próprio líder do partido, Hanry Bolton, que acrescentou: “UKIP não permite e nunca irá permitir atitudes racistas”. Em um comunicado para o jornal britânico, Jo Marney pede desculpas pelas mensagens, mas diz que suas palavras foram usadas fora de contexto. "As opiniões que expressei eram deliberadamente exageradas com o fim de defender um argumento e estão, até certo ponto, tiradas de contexto. Mesmo assim, reconheço totalmente a ofensa que provocaram", disse Marney.

Mesmo com a suspensão, outros membros do partido, como o responsável pelo UKIP na câmara municipal de Londres, Peter Whittle, defendem expulsão total e imediata de Jo Marney.

O casamento do prícipe Harry e a atriz norte-americana Meghan Markle está previsto para o dia 19 de maio deste ano.

Redação O POVO Online

 

TAGS