PUBLICIDADE
Notícias

Cirurgião marca iniciais de seu nome no fígado de pacientes

Simon Bramhall, de 53 anos, usou um equipamento elétrico que queima veias para registrar suas iniciais nos órgãos

11:08 | 14/12/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

Diante de um tribunal, um cirurgião britânico reconheceu ter deixado suas iniciais marcadas no fígado de dois pacientes durante operações de transplante. Os casos, que ocorreram em fevereiro e agosto de 2013 no hospital de Queen Elizabeth, em Birmingham, no Reino Unido, foram julgados nesta quarta-feira, 13.

Conforme o El País, Simon Bramhall, de 53 anos, usou um equipamento elétrico que queima veias para registrar suas iniciais nos fígados. As marcas não causam danos aos pacientes e, geralmente, desaparecem por conta própria. Mas o médico acabou sendo descoberto quando uma colega, durante outra operação, encontrou as letras "SB" no órgão de um dos pacientes.

Bramhall, que trabalhou durante 12 anos no hospital, foi suspenso em 2013. Em maio de 2014, ele apresentou sua demissão, após um processo disciplinar. O médico se declarou culpado de duas acusações de agressão, mas rejeitou a acusação de ter causado lesões a seus pacientes. O veredito da ação será emitido no dia 12 de janeiro de 2018.

Redação O POVO Online

TAGS