PUBLICIDADE
Notícias

Empresa de cosméticos demite modelo transgênero por comentário racista

A marca considera que as palavras de Munroe Bergdorf vão contra os valores da empresa

16:31 | 02/09/2017
NULL
NULL

[FOTO1]A modelo transgênero Munroe Bergdorf deixou de ser uma das embaixadoras da campanha "Yours Truly True Match", da marca L’Oréal, após uma publicação considerada racista em sua página do Facebook. "Honestamente não tenho energia para falar da violência racial de todos os brancos. Sim, TODOS os brancos", escreveu a modelo se posicionando sobre o protesto neonazista em Charlottesville. A empresa não  concordou com a generalização feita pela modelo.
Depois da repercussão negativa do post, a modelo apagou a publicação e  resolveu se retratar usando a mesma rede social. "Sem saber, os brancos são SOCIALIZADOS para serem racista desde o seu nascimento. Não é algo genético. Ninguém nasce racista." diz um trecho da explicação de Munroe.

 

No twitter, a marca de cosméticos também se pronunciou. "L'Oréal defende a diversidade. Os comentários de Munroe Bergdorf estão em desacordo com nossos valores e, portanto, decidimos acabar com nossa parceria com ela", diz o comunicado.

Veja o comunicado:

[VIDEO1]
Por fim, a modelo voltou ao Facebook para promover  um boicote à marca entre seus seguidores. "Esta marca de maquiagem só se preocupa com dinheiro. Eu aconselho vocês a boicotaram a L'Oréal Paris", ela finaliza.

Veja a publicação de Munroe: 

[VIDEO2]

 

Redação O POVO online

TAGS