PUBLICIDADE
Notícias

Jay-Z pede desculpas a Beyoncé por traições em novo álbum

Lançado nesta sexta, "4:44" também fala sobre os gêmeos do casal

22:14 | 30/06/2017

O rapper norte-americano Jay-Z lançou nesta sexta-feira, dia 30, seu novo álbum, "4:44", no qual o artista parece pedir desculpas a sua esposa, a cantora Beyoncé, pelas suas traições e por não estar com ela nos momentos mais importantes da sua vida.

Na música que dá nome ao disco, Jay-Z admite ter se relacionado com outras mulheres quando já estava casado com a pop star e pede desculpas por não ter dado o valor que sua mulher merecia. No single "4:44", o rapper fala que sente muito por ser um "mulherengo" e que "precisou que a minha filha nascesse" para que ele pudesse "ver com os olhos de uma mulher", fazendo referência à primeira filha do casal, Blue Ivy.

Em seguida, o artista também fala que "precisou desses gêmeos milagrosos para acreditar em milagres", confirmando os boatos de que os filhos do casal já nasceram. ("Look, I apologize, often womanize / Took for my child to be born / See through a woman's eyes / Took for these natural twins to believe in miracles/Took me too long for this song").

Jay-Z também falou sobre os abortos que Beyoncé sofreu ao longo da vida. "Eu vi a inocência deixar seus olhos/Eu ainda estou de luto por essa morte, eu peço desculpas pelos que não nasceram/ Porque eu não estava presente, seu corpo não iria aceitar isso".

Segundo o rapper, o nome da música surgiu do horário no qual ele acordou para escrevê-la. Eu acordei literalmente às 4h44 da manhã para escrever essa canção [...] a melhor que eu já escrevi", explicou em uma entrevista. A música parece ser uma resposta ao álbum "Lemonade" de Beyoncé, no qual a cantora acusou seu marido de traição em um casamento que parecia perfeito para quem o via de fora.

Na música "Sorry", a pop star faz uma referência a uma mulher misteriosa, a "Becky com cabelo bom". Por enquanto, o "4:44" só está disponível na plataforma "Tidal", mas deve ser liberado para outros sites nas próximas semanas. O CD ainda conta com músicas que falam sobre o impacto positivo que teve na cultura negra a vitória de "Moonlight" no Oscar deste ano (na canção "Moonlight") e sobre a identidade negra nos Estados Unidos (em "The Story of O.J").

Fonte: ANSA

TAGS