PUBLICIDADE
Notícias

Ao ganhar cão, autista que não gosta de ser tocado faz carinho no animal

O menino ganhou um animal de estimação treinado por uma ONG americana, que prepara cães para interagir e proteger crianças autista. Emocionada, sua mãe registrou o momento e postou vídeo no Facebook

15:25 | 21/10/2016
Em cima de um tapete, um menino de cinco anos vê um tablet com a cabeça deitada num cachorro. Atrás deles, olhando a cena, uma mulher, sentada, chora
Em cima de um tapete, um menino de cinco anos vê um tablet com a cabeça deitada num cachorro. Atrás deles, olhando a cena, uma mulher, sentada, chora
[FOTO1]Um cão mudou a rotina de Kainoa Niehaus, 5 anos. Diagnosticado com autismo, ele não gosta de toque, mas ao conhecer o seu primeiro cão, o menino não conseguiu conter a alegria e logo fez carinho no animal. A mãe Shanna chorou ao ver seu filho interagindo com o cachorro e compartilhou o seu sentimento em uma publicação no Facebook.

"Está vendo esse momento? Nunca tinha experimentado nada como isso. Ontem foi o primeiro dia que meu filho autista conheceu seu novo cão do serviço de autismo. A foto mostra a reação de uma mãe que viu seu filho, que ela não pode abraçar, dar banho, vestir ou tocar, deitar em seu novo cachorro por vontade própria, criando uma indescritível e poderosa ligação", descreveu ela.

"Cada luta por seu filho vale a pena. De alguma forma, por causa disso – por causa do Tornado - eu sei que tudo vai ficar bem. Como mãe, vi inúmeros, desafiadores e doloridos momentos em que meu filho sofreu e chorei inúmeras vezes. Ontem, no entanto, eu chorei por um motivo diferente. E o sentimento é indescritível", concluiu Shanna.

A família, que mora no Japão, se deslocou até Ohio, nos Estados Unidos, para solicitar ajuda para a "Quatro Patas para Capacitação". A organização sem fins lucrativos treina cães para interagir e proteger crianças autista, passando segurança e evitando situações perigosas.

"O cachorro pode impedir que o autista tente se agredir e pode dar lambidas e interagir mostrando carinho", disse o CEO da "Quatro Patas", Karen Shirk.

Redação O POVO Online
TAGS