PUBLICIDADE
Notícias

Pesquisa mostra que jovens gays sofrem mais agressões do que héteros nos Estados Unidos

O estudo entrevistou mais de 15 mil estudantes do Ensino Médio dos Estados Unidos. A pesquisa constatou que estudantes gays têm a maior probabilidade de serem vítimas de agressão do que héteros em encontros românticos

20:12 | 16/08/2016

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos apontou que adolescentes gays têm mais chances de serem vítimas de estupro ou agressões do que héteros. O estudo, desenvolvido pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC - sigla em inglês), avaliou a probabilidade de repressão entre os estudantes do Ensino Médio durante encontros românticos. É a primeira vez que se realiza uma pesquisa de abrangência nacional no País norte-americano a respeito do tema. As informações são do portal G1.


Os pesquisadores ouviram mais de 15 mil jovens em escala nacional para chegar a esse resultado. As entrevistas puderam constatar que um terço dos estudantes LGBT já foram vítimas de bullying no colégio, enquanto os alunos héteros correspondem a 20%. Outro dado alcançado pelo estudo foi a taxa de suicídio entre os grupos.  Segundo a pesquisa, cerca de 25% dos jovens homossexuais tentaram tirar a própria vida, índice quatro vezes maior do que as dos heterossexuais.


Além disso, adolescentes gays, lésbicas e bissexuais alegaram que já foram vítimas de estupro na pesquisa, o que correspondeu a um índice de quatro vezes maior se comparado com o dos adolescentes heterossexuais.  “Essa é a primeira vez que podemos dizer que em todo o território nacional (EUA) existem desafios consistentes enfrentados pela juventude lésbica, gay e bi”, declarou David W. Bond, do Trevor Project, organização de prevenção ao suicídio focada em jovens LGBT.
 

Redação O POVO Online

TAGS