PUBLICIDADE
Notícias

Filipinas: grupo ligado a Estado Islâmico liberta 8 militantes presos

10:10 | 28/08/2016
Extremistas que apoiam o grupo Estado Islâmico libertaram oito militantes de uma prisão no sul das Filipinas em um ataque que permitiu ainda que 15 outros detentos escapassem, de acordo com informações da polícia neste domingo.

Cerca de 20 combatentes altamente armados do grupo militante Maute invadiram o presídio de Lanao del Sur na cidade de Marawi. Eles desarmaram os guardas locais e resgataram oito de seus companheiros que estavam presos.

Os oito tinham sido presos há uma semana depois que uma bomba caseira foi encontrada em uma van durante uma revista de segurança. Outros dos presos que escaparam são acusados de assassinato e crimes relacionados a tráfico de drogas, de acordo com a polícia.

O Maute é um novo braço de radicais muçulmanos armados, o qual prega fidelidade ao grupo Estado Islâmico. Este ano, estes militantes já atacaram tropas armadas, degolaram um soldado e sequestraram trabalhadores.

Diversos grupos armados no sul do país, incluindo os comandantes do violento Abu Sayyaf, juraram lealdade ao grupo Estado Islâmico. Os militares tentam reduzir a atuação destes grupos dizendo que não há evidencias de colaboração de extremistas de fora do país com militantes filipinos. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS