PUBLICIDADE
Notícias

Republicanos entram com pedido formal para nova investigação contra Hillary

21:30 | 11/07/2016
Legisladores republicanos entraram com um pedido formal, nesta segunda-feira, para uma investigação que determine se a pré-candidata do Partido Democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, realizou um falso testemunho em depoimentos a deputados sobre seu uso de um servidor privado para enviar e receber e-mails quando era secretária de Estado.

"As evidências coletadas pelo FBI durante a investigação sobre o uso de um sistema pessoal de e-mail pela ex-secretária parece contradizer diretamente vários aspectos de seu testemunho sob juramento", disseram Jason Chaffetz, o presidente do Comitê da Câmara sobre Supervisão e Reforma Governamental, e Bob Goodlatte, presidente do Comitê Judiciário da Casa, em uma carta ao procurador dos EUA, Channing Phillips.

Em uma audiência na semana passada, deputados republicanos expressaram frustração com a decisão do FBI de não recomendar denuncia contra Clinton ou seus assessores acerca do uso do servidor pessoal. Eles questionaram por que os agentes não examinaram a possibilidade de a democrata ter feito falso testemunho quando se pronunciou em audiências passadas.

Os republicanos apontaram para três e-mails enviados por Hillary que continham a marca "(C)", usada para informações confidenciais. Hillary havia declarado que nunca enviou ou recebeu e-mails com a marca. Democratas têm argumentado que as marcas podem ter sido um erro do autor da mensagem.

O diretor do FBI, James Comey, disse que a agência não examinaria a questão de um possível perjúrio antes de um pedido formal do Congresso. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS