PUBLICIDADE
Notícias

Herbalife pagará multa de US$ 200 milhões e empresa será reestruturada

Empresa se comprometeu a reformular seu sistema de compensação para que as vendas no varejo sejam recompensadas

11:57 | 15/07/2016
NULL
NULL

Atualizada às 18h38min

Herbalife, empresa americana de produtos de nutrição, foi investigada por agências federais e terá de pagar uma multa de US$ 200 milhões. Além disso, a empresa terá que reestruturar totalmente suas operações nos Estados Unidos. 

A empresa foi acusada de práticas enganosas e, após acordo com a Comissão Federal de Comércio, foram encerradas as investigações.

A Herbalife se comprometeu a reformular suas vendas no varejo para que seu sistema de compensação mudasse. Com a reformulação, os incentivos financeiros dados aos distribuidores ao recrutar pessoas para o grupo Herbalife foram banidos.

Desde 2014, a Herbalife era investigada por agências reguladoras americanas, mas conseguiu se livrar da acusação de operar sob esquema de pirâmide financeira. A empresa anunciou que o acordo não muda seu modelo de negócio de venda direta. 

 

Em contato com O POVO Online, a empresa enviou uma nota de esclarecimento sobre o caso. Leia o documento na íntegra:

 

A empresa global de nutrição Herbalife , uma das líderes no setor de vendas diretas, anunciou um acordo com a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC) – a respeito da investigação da companhia pelo FTC. Os termos do acordo não mudam o modelo de negócio da Herbalife como empresa de vendas diretas e definem novos padrões para o setor. Com o acordo anunciado hoje, a investigação da Herbalife pelo FTC está encerrada.

“O acordo é o reconhecimento de que o nosso modelo de negócio é sólido e reforça a confiança na nossa capacidade de avançar com sucesso. Caso contrário, não teríamos concordado com as condições”, afirmou Michael O. Johnson, CEO da Herbalife.

As condições do acordo aplicam-se apenas às operações da Companhia nos EUA, que representam cerca de 20% das vendas líquidas globais. Como parte do acordo, a empresa concordou em implementar ao longo dos próximos 10 meses novos procedimentos e ajustar algumas normas já existentes.

Os dois principais pontos do acordo com o FTC nos Estados Unidos são:

·         Os atuais e futuros Consultores Independentes da Herbalife serão categorizados como Cliente Preferencial (os interessados em comprar  produtos com desconto) ou como Distribuidor (os interessados em construir um negócio e vender produtos por meio de Vendas Diretas). Isso permitirá que a Herbalife controle melhor os dois grupos e proporcione uma experiência personalizada.

·         Os Distribuidores serão compensados %u200B%u200Bcom base nas vendas aos seus clientes e fornecerão recibos de suas transações.

A Companhia acredita que, embora algumas das condições adicionais não tenham impacto significativo para a Herbalife, essas disposições melhorarão as políticas em todo o setor da venda direta.

Além disso, como mencionado no comunicado de resultados financeiros da Companhia em 5 de maio de 2016, a Herbalife também concordou em fazer um pagamento de US$ 200 milhões ao FTC como parte do acordo, visando finalizar o processo.

O FTC é uma agencia norte americana que possui a missão de proteger os consumidores, promovendo a competição de mercado. Durante mais de dois anos, a Herbalife cooperou com a investigação do FTC e, embora a companhia entenda que muitas das alegações feitas pelo FTC sejam factualmente incorretas, a empresa acredita que um acordo está no seu melhor interesse. Caso contrário, o custo financeiro e a distração decorrentes de litígios prolongados teriam sido significativos. Assim, a Companhia decidiu seguir adiante com o acordo, concentrando todas as suas energias em continuar a construir o negócio e a desenvolver oportunidades estratégicas de negócios.

Dessa forma, a Companhia está confiante e vê um futuro promissor com o firme compromisso de seguir com a sua missão de mudar a vida das pessoas, incentivando a adoção de um estilo de vida saudável e ativo. 

Redação O POVO Online

TAGS