PUBLICIDADE
Notícias

Mulher assume barba após desistir de raspar pelos

Ela acredita que os pelos são fruto de uma combinação de Síndrome do Ovário Policístico e genética

10:21 | 09/06/2016
NULL
NULL

A norte-americana Rose Geil, 39, raspava os pelos que cresciam em seu rosto devido alterações hormonais desde a adolescência. Contudo, ela decidiu parar de raspá-los e garante que nunca se sentiu tão sexy, confiante e feliz.

De acordo com o jornal ‘Daily Mirror’, Rose notou pela primeira vez os pelos no seu rosto quando chegou à puberdade. Aos 13 anos, começou a sofrer com o excesso de pelos e passou a raspar o queixo, bochechas e acima do lábio superior.

Há oito meses ela parou de se barbear. “Deixar a barba crescer me tornou mais confiante. Me sinto muito bem com a minha barba, como eu nunca me senti antes. É uma sensação incrível”, disse a moradora do Oregon, nos Estados Unidos, em entrevista ao ‘Daily Mirror’.

Ela tentou esconder a condição dos amigos e familiares, até que sua mãe viu seu rosto numa manhã, quando ela tinha esquecido de fazer a barba. Rose não obteve apoio da sua família que decidiu não falar sobre o assunto.

[FOTO2] 

“Acho que meus pais não sabiam como me apoiar quando eles descobriram que eu me barbeava. Minha mãe e eu tivemos uma breve conversa sobre a necessidade de parar de barbear, mas é claro que eu sabia que não podia. Eu sabia que nunca seria capaz de parar. Minha mãe não me apoiava o suficiente, e me levou para ver um médico e tomei pílulas anticoncepcionais e outros medicamentos, mas não adiantou”, contou a mulher ao jornal.

Antes ela escondia seus pelos, mas atualmente Rose publica suas fotos com barba em seu perfil no Facebook.

Ela acredita que os pelos são fruto de uma combinação de Síndrome do Ovário Policístico e genética.

Rose conta ainda que, quando mais jovem, sempre recusava convites para dormir fora com as amigas com medo de acordar com a barba por fazer.

Redação O POVO Online

TAGS