PUBLICIDADE
Notícias

Brasil retorna à disputa da Palma de Ouro com "Aquarius"

10:26 | 14/04/2016

O Brasil retorna após vários anos de ausência à mostra oficial do Festival de Cannes com "Aquarius", do diretor Kleber Mendonça Filho, que está entre os 20 filmes que disputarão a Palma de Ouro.

O brasileiro está em ótima companhia, ao lado de cineastas consagrados que também exibirão seus filmes mais recentes no principal festival de cinema do planeta, entre eles o espanhol Pedro Almodóvar, o canadense Xavier Dolan, os irmãos belgas Dardenne, o americano Jim Jarmusch e o britânico Ken Loach.


"Aquarius", protagonizado por Sônia Braga, marca o retorno do Brasil à mostra competitiva de Cannes após vários anos de ausência. O longa-metragem conta a história de uma viúva aposentada, que vive cercada de discos e livros e que tem o poder de viajar no tempo.


Kleber Mendonça Filho é o diretor de "O Som ao Redor", filme de 2012 que recebeu muitos prêmios em diversos festivais ao redor do mundo. O festival de Cannes acontecerá de 11 a 22 de maio.


"É um festival com estrelas, cinema autoral e uma extraordinária diversidade geográfica", disse à AFP Thierry Frémaux, diretor artístico do evento, que incluiu na seleção 49 filmes de 28 países entre aspirantes à Palma de Ouro e produções para as outras mostras oficiais.


As mostras paralelas Quinzena dos Realizadores e Semana da Crítica, que muitas vezes exibem pequenas pérolas e os primeiros filmes de futuros grandes cineastas, anunciarão os longas-metragens na próxima semana.


Como sempre, o tapete vermelho estará muito movimentado e deve receber estrelas como Javier Bardem, Kristen Stewart, Ryan Gosling, Russell Crowe, Charlize Theron, Juliette Binoche e Sônia Braga.

 

A 69ª edição de Cannes marca o retorno ao festival do espanhol Pedro Almodóvar, com "Julieta". O cinema dos Estados Unidos mostra força, com três filmes na mostra competitiva, assim como as exibições fora de competição de "The BFG", de Steven Spielberg, e "Money Monster", de Jodie Foster.

 

Novatos e Veteranos
Entre os aspirantes à Palma de Ouro, que será atribuída pelo júri presidido pelo australiano George Miller ("Mad Max"), estão alguns dos nomes mais importantes da sétima arte, mas também algumas surpresas, o ingrediente indispensável ao principal festival de cinema do mundo.


O dinamarquês Nicolas Winding Refn apresentará "The neon demon", sobre uma modelo (Elle Fanning) que chega a Los Angeles e cai nas mãos de um grupo de mulheres obcecadas por apoderar-se de sua juventude.


Os irmãos belgas Jean-Pierre e Luc Dardenne, veteranos em Cannes e vencedores em duas oportunidades da Palma de Ouro ("Rosetta" e "A Criança"), foram selecionados com "La fille inconnue" (A menina desconhecida).


Famoso por suas crônicas sociais, o britânico Ken Loach, Palma de Ouro em 2006 com "Ventos da Liberdade", retorna ao festival aos 79 anos com "I, Daniel Blake", ambientado nos subúrbios de Newcastle.


O canadense Xavier Dolan, o menino prodígio - e mimado - de Cannes, que recebeu em 2014 o Prêmio do Júri por "Mommy", retorna aos 27 anos com o drama "Juste la fin du monde" (Apenas o fim do mundo), sobre um homem que anuncia aos parentes que vai morrer.


O cinema americano terá três candidatos à Palma de Ouro, o primeiro deles "The Last Face", dirigido por Sean Penn e protagonizado por Charlize Theron e Javier Bardem, um romance ambientado na África.


"Paterson", de Jim Jarmusch, com Adam Driver como um motorista de ônibus de Nova Jersey, e "Loving", de Jeff Nichols, sobre um casal interracial perseguido na Virgínia do fim dos anos 1950, são as outras produções americanas na mostra oficial.

Sempre presente em Cannes, a atriz Isabelle Huppert comparecerá ao tapete vermelho este ano por conta do papel de protagonista em "Elle", do holandês Paul Verhoeven.


O cinema francês terá quatro representantes: "Rester vertical", de Alain Guiraudie, "Mal de Pierres", de Nicole Garcia, "Ma Loute", de Bruno Dumont, e "Personal Shopper", de Olivier Assayas, uma história de fantasmas no mundo da moda protagonizada por Kristen Stewart.


A atriz americana será um dos grandes nomes de Cannes este ano, pois também é uma das estrelas de "Café Society", o filme mais recente de Woody Allen que abrirá o evento, fora de concurso.


Entre os outsiders na mostra oficial estão dois romenos, "Sieranevada", de Cristi Puiu, e "Bachillerato", de Cristian Mungiu. "Agassi", do sul-coreano Park Chan Wook, "Ma'Rosa", do filipino Brillante Mendoza, "Toni Erdmann", de Maren Ade (Alemanha), e "American Honey", do britânico Andrea Arnold, completam a lista de aspirantes à Palma de Ouro.


Até o início do festival, os organizadores se reservam a possibilidade de acrescentar mais algum filme na seleção oficial, dentro ou fora da mostra competitiva.
AFP

TAGS