PUBLICIDADE
Notícias

Dois italianos sequestrados pelo Estado Islâmico na Líbia são libertados

11:10 | 04/03/2016
Dois cidadãos italianos capturados pelo grupo extremista Estado Islâmico em uma cidade do oeste da Líbia foram soltos, após uma milícia local ir em seu auxílio, disse o governo italiano. O episódio ocorreu na cidade de Sabratha, mas há o temor de que outros dois reféns possam ter sido mortos após um tiroteio, segundo Roma.

Gino Pollicardo e Filippo Calcagno, que trabalhavam na companhia de construção Bonatti, estavam "com boa saúde", segundo o Ministério das Relações Exteriores italiano, sem dar detalhes. O governo disse que outros dois reféns, Fausto Piano e Salvatore Failla, podem estar mortos. As mortes não podem ser formalmente confirmadas porque os corpos dos homens não foram recuperados, afirmou uma fonte ligada ao caso.

Os quatro italianos foram capturados em julho, perto do importante complexo de petróleo e gás de Mellitah, nas proximidades de Zuwarah, no oeste líbio, que fornece à Itália até 10% de suas importações de gás.

O presidente italiano, Matteo Renzi, está sob crescente pressão para intervir na Líbia, diante da deterioração da segurança no país, com a criação de um governo de unidade nacional ainda incerto, apesar de um pacto fechado no ano passado. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS