PUBLICIDADE
Notícias

Canal britânico afirma ter dados de 22 mil membros do EI

Segundo Sky News, um dispositivo USB contendo os documentos foi entregue ao canal por um ex-membro do EI

00:33 | 10/03/2016
O canal britânico de notícias Sky News afirmou nesta quarta-feira que recebeu documentos com os nomes e outras informações de 22 mil membros do Estado Islâmico (EI), entregues por um antigo membro do grupo jihadista.

Segundo Sky News, um dispositivo USB contendo os documentos foi entregue ao canal por um ex-membro do EI, que teria roubado a lista do chefe da polícia interna da organização jihadista.
 
Os documentos em questão, contendo nomes, endereços e até números de telefones de recrutados, são formulários preenchidos por voluntários de 55 países, destaca Sky News.

Os documentos teriam informações sobre jihadistas ainda não identificados que se encontram na Europa ocidental, Estados Unidos, Canadá, Magreb e Oriente Médio.
"Sky News já informou às autoridades sobre a lista", destaca o site do canal.

As informações revelam desde tipo sanguíneo até o "nível de compreensão da charia", a lei islâmica. No total, são 23 perguntas formuladas pelo EI aos voluntários.
Richard Barrett, ex-diretor de contra-terrorismo da Inteligência britânica, qualificou a documentação de "fonte inestimável para os analistas".

Os documentos foram entregues ao Sky News por um ex-combatente do Exército Sírio Livre ligado ao EI. O homem informou ainda que a organização jihadista retirou seu quartel-general da cidade de Raqa, no norte da Síria, para o deserto.

"Como toda grande organização, há luta interna pelo poder e o risco de o EI implodir em diferentes facções", disse à AFP Olivier Guitta, especialista em segurança internacional do GlobalStrat.

AFP
TAGS