PUBLICIDADE
Notícias

Hillary adota tom emocional antes de primárias em New Hampshire

18:10 | 06/02/2016
Hillary Clinton, pré-candidata democrata à Presidência dos Estados Unidos, fez um apelo aos eleitores de New Hampshire, onde tem perdido espaço na preferência do eleitorado do seu partido.

Citando o poema Ainda assim eu me levanto, de Maya Angelou, Hillary disse que a história dos Estados Unidos é sobre "quedas e subidas". "Se eleita, vamos subir mais uma vez para a prosperidade", afirmou. Ela disse ainda que os eleitores não estão "pedindo muito", mas apenas "um presidente que sabe o que sente".

O tom emocional do discurso faz parte da estratégia de Hillary para enfrentar a disputa em seu próprio partido. Até então franca favorita para receber a indicação do Partido Democrata para a campanha presidencial, a ex-senadora e ex-primeira-dama revive o pesadelo de 2008, quando perdeu o posto de candidata para o então senador Barack Obama.

Agora, Hillary se vê ameaçada pelo senador Bernie Sanders, autoproclamado socialista e que conta com o apoio do eleitorado jovem democrata. Em Iowa, primeiro Estado a fazer primárias, ele obteve 49,6%, contra 49,8% da ex-senadora.

Para a disputa de New Hampshire, que ocorre nesta terça-feira (9), Hillary tem 44% da preferência do eleitorado, enquanto Sanders tem 42%, de acordo com levantamento da Quinnipiac University. Em dezembro, ela somava 61% das intenções de voto, e ele, 30%.

Em meio à nova tática, Hillary tem buscado apoio de peso. Com um discurso igualmente passional, a ex-secretária de Estado Madeleine Albright, que trabalhou para o presidente Bill Clinton, disse que "há um lugar especial no inferno para as mulheres que não ajudam umas às outras". Fonte: Associated Press.

TAGS