PUBLICIDADE
Notícias

ONU diz que Haiti precisa romper logo impasse político e realizar eleições

15:35 | 27/01/2016
A chefe da missão da Organização das Nações Unidas para a estabilização do Haiti, Sandra Honoré, afirmou nesta quarta-feira que o impasse político que levou à suspensão por prazo indefinido do processo eleitoral no país pode gerar um quadro de polarização extrema, a menos que os atores políticos cheguem logo a um acordo.

Em entrevista à Associated Press, Sandra Honore afirmou que é importante uma solução rápida para acabar com a suspensão do ciclo eleitoral, "diante dos momentos tensos que o país está vivendo neste exato instante".

O Haiti deveria realizar o segundo turno do processo para eleger o presidente no último fim de semana, mas a votação acabou cancelada, em meio a vários protestos violentos e a suspeitas de que o primeiro turno teria sido fraudado para favorecer o candidato governista. O presidente Michel Martelly deve deixar o cargo em 7 de fevereiro.

Nesta quarta-feira, lideranças políticas negociavam por mais um dia, para tentar chegar a um acordo e romper o impasse. A missão da ONU está no Haiti desde uma rebelião ocorrida em 2004. Fonte: Associated Press.

TAGS