Participamos do

Europa: Bolsas fecham em queda com dados pessimistas da zona do euro

17:15 | Jan. 28, 2016
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
As bolsas europeias fecharam em queda, com a divulgação de dados pessimistas da zona do euro, na sequência de uma postura cautelosa do anúncio de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), ontem. O índice pan-europeu Stoxx 600 recuou 1,57%, para 334,89 pontos.

O índice DAX da Bolsa de Frankfurt fechou em queda de 2,44%, aos 9.639,59 pontos, pressionado pela queda das ações de instituições financeiras. O Deutsche Bank viu seus papéis despencarem 5,44% após reportar seu primeiro prejuízo no ano fiscal desde a crise de 2008, em parte por causa de uma reestruturação e encargos de indenização. Além disso, as montadoras também pesaram sobre a bolsa alemã. A Daimler perdeu 2,52%, a BMW recuou 1,93% e a Volkswagen caiu 2,9%.

O fortalecimento do euro é um fator que pode ter contribuído para a queda, de acordo com especialistas. "Com os dados decepcionantes dos EUA, há um aumento das expectativas que o euro volte ao patamar de US$ 1,10 a US$ 1,11, o que pode ser uma má notícia para as exportações alemãs", disse Fawad Razaqzada, analista da Forex.com.

Às 17h30 de Brasília, o euro subia de US$ 1,0895, no fim da tarde de ontem, para 1,0956.

O recuo da moeda norte-americana se deve em parte pela queda das expectativas sobre uma elevação de juros pelo Fed em março. A autoridade monetária reconheceu ontem que o crescimento dos EUA tem desacelerado desde dezembro, levantando dúvidas sobre os próximos passos do BC.

Além disso, o índice de sentimento econômico da zona do euro recuou de 106,7 em dezembro (dado revisado, de 106,8 antes calculado) para 105,0 em janeiro, no patamar mais baixo desde agosto, segundo dados oficiais divulgados nesta quinta-feira. Analistas ouvidos pela Dow Jones Newswires previam recuo menor, para 106,5.

Como resultado, a Bolsa de Paris recuou 1,33%, aos 4.322,16 pontos. Entre as maiores perdas, estão as da Societé Generale, que perdeu 3,32%.

No Reino Unido, a Bolsa de Londres caiu 0,98%, para 5.931,78, pressionada pelo Ashtead Group, que caiu 7,77% e pelo AstraZeneca, que perdeu 1,24%.

Em Portugal, a Bolsa de Lisboa fechou em leve queda de 0,03%, aos 4.978,21 pontos; a Bolsa de Madri caiu 1,72%. Para 8.590,60 pontos; e a Bolsa de Milão sofreu um tombo de 3,49%, e fechou aos 18.189,95 pontos. (Matheus Maderal, com informações da Dow Jones Newswires - matheus.maderal@estadao.com)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente