PUBLICIDADE
Notícias

EUA declaram 22 e-mails de Hillary Clinton como "altamente secretos"

22:45 | 29/01/2016
A administração do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, confirmou pela primeira vez, nesta sexta-feira, que o servidor caseiro da pré-candidata democrata à presidência, Hillary Clinton, continha informações confidenciais do governo, censurando 22 e-mails que continham materiais que requerem um dos mais altos níveis de classificação. A revelação vem três dias antes das prévias de Iowa.

Autoridades do Departamento de Estado também afirmaram que os escritórios da agência de Segurança Diplomática e Pesquisa de Inteligência estão investigando se alguma informação foi classificada à época da transmissão.

Os republicanos vêm tentando diminuir o ritmo da campanha de Clinton, abordando seus problemas com os e-mails, dizendo que ela agiu pelas próprias leis quando o assunto era segurança nacional. Fonte: Associated Press.

TAGS