PUBLICIDADE
Notícias

Cinco mulheres suicidas matam 13 civis na Nigéria, dizem testemunhas

15:35 | 27/01/2016
Cinco mulheres suicidas se explodiram em um mercado na cidade nigeriana de Chibok nesta quarta-feira, matando 13 civis e ferindo 32 pessoas, segundo testemunhas. Soldados vasculhavam a cidade no nordeste do país no fim da quarta-feira, em busca de duas mulheres vistas com as suicidas e também suspeitas de levar explosivos, segundo o professor Emmanuel Cosmos.

O ataque ocorreu na cidade de onde foram sequestradas alunas anteriormente. Três militares estavam entre os feridos que recebiam cuidados médicos em um hospital, segundo um homem que estava na área e pediu anonimato. Moradores culparam o grupo extremista islâmico Boko Haram, que sequestrou em abril de 2014 quase 300 alunas em Chibok. Dezenas escaparam, mas 219 seguem desaparecidas.

Chibok é um enclave cristão no norte predominantemente muçulmano da Nigéria. O fracasso para localizar as meninas sequestradas contribuiu para a derrota eleitoral do ano passado do ex-presidente Goodluck Jonathan. Militantes disseram que algumas das jovens se converteram ao Islã e algumas se casaram com combatentes.

O presidente Muhammadu Buhari já disse que está disposto a negociar a libertação das jovens em troca de militantes detidos, mas o governo não consegue localizar um líder digno de crédito para essas negociações. O Boko Haram tem usado cada vez mais garotas e jovens mulheres como suicidas. Fonte: Associated Press.

TAGS