PUBLICIDADE
Notícias

Morre Hilda Furacão, ex-prostituta que inspirou minissérie

A confirmação do falecimento foi dada pelo asilo Buenos Aires, onde ela vivia

17:48 | 29/12/2014
NULL
NULL

Hilda Maria Valentim, personagem icônica da história da cidade de Belo Horizonte e mais conhecida como Hilda Furacão, morreu nesta segunda-feira, 29, aos 83 anos, na Argentina. A confirmação do falecimento foi dada pelo asilo Buenos Aires, onde ela vivia.

Hilda, que nasceu em 1931, no Recife, viajou para Belo Horizonte, ainda criança, com a família. Foi na cidade mineira que ela ganhou fama ao se tornar prostituta.

Sua juventude serviu de inspiração para o romance “Hilda Furacão”, de Carlos Roberto Drummond.

Em 1988, a rede Globo adaptou a história para a televisão lançando a minissérie homônima protagonizada pela atriz Ana Paula Arósio.

[SAIBAMAIS4] 

Apesar da fama, Hilda não foi prostituta a vida toda. De acordo com o Exame.com, ela conheceu o jogador Paulo Valentim, quando frequentava o Hotel Maravilhoso , na zona boêmia de Belo Horizonte. Eles casaram no fim dos anos de 1950.

Após o casamento, Hilda acompanhou o marido morando em várias cidades como Buenos Aires, São Paulo e Cidade do México.

O casal viveu, definitivamente, em Buenos Aires depois da aposentadoria de Valentim. Em 1984, Valentim morreu e Hilda passou a morar com seu filho Ulisses, que morreu, também, em 2013.

Após a perda do filho, Hilda ainda passou seis meses internada devido a uma queda. Depois, ela se mudou para um asilo na capital argentina, permanecendo até seu falecimento.

 

Redação O POVO Online

TAGS