PUBLICIDADE
Notícias

EUA impõe sanções a pessoas e empresas acusadas de ajudar governo iraniano

16:20 | 30/12/2014
O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos impôs sanções econômicas a seis pessoas e três empresas acusadas de ajudar o governo do Irã a obter centenas de milhões de dólares em moeda norte-americana ou escapar de sanções existentes.

A ação mostra que a administração Obama está firme sobre a aplicação de penalidades, embora não apoie sanções adicionais, enquanto os Estados Unidos e seus parceiros trabalham para negociar com o Irã sobre o programa nuclear, disse David Cohen, subsecretário para Terrorismo e Inteligência Financeira.

Obama ameaçou vetar qualquer nova legislação sobre o tema enquanto diplomatas americanos continuarem os esforços para chegar a um acordo que estabeleça limites plurianuais no desenvolvimento do programa nuclear iraniano em troca de um abrandamento das sanções internacionais que prejudicam a economia do país. Membros do Senado ainda tentam construir uma maioria para evitar que propostas sejam vetadas quando os republicanos assumirem a liderança da casa no próximo mês.

Os acusados de ajudar o Irã a converter várias moedas em centenas de milhões de dólares incluem iranianos, afegãos e cidadãos das ilhas de São Cristóvão e Névis, além de uma empresa comercial com sede em Dubai. A iraniana Douran Software Technologies é acusada de contribuir com atividades de censura do governo e a companhia de tecnologia Abyssec é acusada de auxiliar a Guarda Revolucionária do Irã em espionagem online.

Os americanos não podem fazer negócios com as pessoas e entidades listadas e quaisquer bens que elas tenham nos Estados Unidos são congelados. Fonte: Associated Press.

TAGS