PUBLICIDADE
Notícias

Rebeldes do Egito juram lealdade ao Estado Islâmico

11:00 | 10/11/2014
Um organização baseada na península do Sinai que realizou diversos ataques contra agentes de segurança no Egito jurou lealdade ao grupo Estado Islâmico. O anúncio, realizado por meio da conta do grupo no Twitter, reflete a ascensão regional dos rebeldes extremistas, que demandam a fidelidade dos muçulmanos pelo mundo.

Os Ansar Beit al-Maqdis publicaram um áudio no domingo informando que seriam leais ao líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, afirmando que este havia sido escolhido por Deus para estabelecer um novo califado após os muçulmanos sofrerem décadas de humilhação.

"Portanto, não temos alternativa senão jurar lealdade ao califa... Escutá-lo e obedecê-lo... E convocar todos os muçulmanos para a jurar lealdade a ele", afirma uma voz não identificada na gravação. A mensagem também instiga os egípcios a se levantarem contra "o tirano", em aparente referência ao presidente Abdel-Fattah el-Sissi, que foi eleito neste ano após a deposição do presidente islâmico Mohammed Morsi em julho de 2013. Fonte: Associated Press.

TAGS