PUBLICIDADE
Notícias

Putin fica mais uma vez à frente de Obama na lista de poderosos da revista "Forbes"

10:59 | 06/11/2014
Após anexar Península da Crimeia, influenciar a guerra na Ucrânia e firmar acordo bilionário com a China, presidente russo voltou a ocupar topo da tradicional lista. Dilma Rousseff caiu de 20º para 31º lugar. Pelo segundo ano seguido, o presidente russo, Vladimir Putin, ocupa o topo da tradicional lista elaborada pela revista Forbes com os líderes mais poderosos do mundo em 2014 à frente do presidente americano, Barack Obama, que repetiu o segundo lugar do ano passado. Na lista, que aponta 72 nomes, a presidente Dilma Rousseff aparece em 31º lugar, bem abaixo da 20º colocação alcançada um ano antes. Segundo a revista, no ano em que a Rússia anexou a Península da Crimeia, ajudou a detonar uma guerra na Ucrânia e firmou um acordo de mais de 70 bilhões de dólares com a China para construir gasodutos, maior obra do planeta, "nossa escolha parece simplesmente presciente". Esta foi a terceira vez que Obama não apareceu em primeiro lugar na lista da Forbes. Em 2012, presidente americano ficou trás o presidente chinês Xi Jinping. Já neste ano, assim como em 2013, Xi ficou com a terceira colocação. Também exatamente como no ano anterior, o papa Francisco foi considerado a quarta liderança mundial mais poderosa em 2014, seguido pela chanceler federal alemã, Angela Merkel. Ao comentar sobre a presidente brasileira, a revista americana ressaltou que a popularidade de Dilma se viu bastante abalada este ano pelas críticas com relação aos gastos com a Copa do Mundo e pelo início de uma recessão na economia nacional, a sétima maior do planeta, ainda no primeiro semestre. Entre os novos 12 nomes listados pela primeira vez pela Forbes estão o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi (15º); o homem mais rico da China, Jack Ma (30º); e o autointitulado califa do "Estados Islâmico", Abu Bakr al-Baghdadi (54º). Com apenas 30 anos de idade, o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, 22º colocado, é a pessoa mais jovem da lista. MSB/afp/dpa
TAGS