PUBLICIDADE
Notícias

Protestos querem renúncia de autoridade fiscal húngara

16:30 | 09/11/2014
Manifestantes se reuniram em Budapeste para exigir a renúncia da chefe do órgão de arrecadação tributária da Hungria, Ildiko Vida, e de alguns de seus colegas, depois que os EUA determinaram proibições de entrada contra eles devido a suspeitas de envolvimento com corrupção.

De acordo com os organizadores do protesto, mais de 10.000 pessoas marcharam do centro da capital húngara até o Ministério da Economia, que supervisiona a autoridade fiscal, neste domingo.

Após mais de duas semanas de especulação, Vida admitiu em uma entrevista a um jornal publicada na quarta-feira que ela alguns de seus colegas foram notificados sobre a proibição pela embaixada dos EUA em Budapeste. Em 18 de outubro, a embaixada disse que seis pessoas não identificadas haviam sido banidas por "envolvimento ou por se beneficiar de corrupção." Fonte: Associated Press.

TAGS