PUBLICIDADE
Notícias

NY: dólar sobe com vitória dos republicanos

19:00 | 05/11/2014
O dólar subiu diante das principais moedas, em reação ao indicador positivo de postos de trabalho criados em outubro. Segundo a Automatic Data Processing (ADP), foram criados 230 postos de trabalho no setor privado em outubro; economistas previam 220 mil. O indicador é considerado uma prévia dos dados oficiais do nível de emprego em outubro ("payroll"), que saem nesta sexta-feira.

Outro indicador divulgado nesta quarta-feira foi o índice de atividade dos gerentes de compras (PMI), versão do Instituto para Gestão de Oferta (ISM), para o setor de serviços. O índice ficou em 57,1 em outubro, de 58,6 em setembro, mas o componente de emprego subiu a 59,6, de 58,5 em setembro.

Os dados levaram investidores a apostar na possibilidade de o Federal Reserve antecipar o momento de passar a elevar as taxas de juro de curto prazo. "O Fed enfatizou, em sua última reunião, que quer o foco da política monetária dependente de dados. Os números da ADP saíram um pouco acima da expectativa, o que leva o mercado a precificar um bom 'payroll', e isso favorece o dólar", disse o estrategista Mark McCormick, do Crédit Agricole.

Segundo o analista Omer Esiner, da Commonwealth Foreign Exchange, o fato de o Partido Republicano, de oposição ao presidente Barack Obama, ter passado maioria nas duas Casas do Congresso depois das eleições desta terça-feira é visto por muitos investidores como o estabelecimento de um tom mais favorável às empresas no Legislativo norte-americano.

O iene teve uma queda forte diante das principais moedas, depois de o presidente do Banco do Japão (BoJ), Haruhiko Kuroda, dizer que "não haverá limites" no combate à deflação. Ele também disse que os benefícios de um iene fraco superam os de um iene forte. Diante do franco suíço, o iene caiu ao nível mais baixo desde janeiro de 1983.

O mercado operou na expectativa de que o Banco Central Europeu (BCE) anuncie medidas de relaxamento quantitativo da política monetária nesta quinta-feira.

O dólar australiano caiu ao nível mais baixo frente ao dólar desde julho de 2010, em reação à queda dos preços do minério de ferro, depois de o governo da China ordenar uma redução da produção de algumas siderúrgicas do país.

No fim da tarde em Nova York, o euro estava cotado a US$ 1,2486, de US$ 1,2550 ontem; o iene estava cotado a 114,70 por dólar, de 113,64 por dólar ontem. Frente à moeda japonesa, o euro estava cotado a ? 143,18, de ? 142,60 ontem. Diante da libra, o euro estava cotado a ? 0,7816, de ? 0,7843 ontem. O franco suíço estava cotado a 0,9644 por dólar, de 0,9601 por dólar ontem, e a 1,2038 por euro, de 1,2046 por euro ontem. A libra estava cotada a US$ 1,5976, de US$ 1,6004 ontem. O dólar australiano estava cotado a US$ 0,8596, de US$ 0,8740 ontem. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS