PUBLICIDADE
Notícias

NY: dólar recua frente ao euro, mas sobe diante do iene

19:30 | 13/11/2014
O dólar recuou frente ao euro, depois da divulgação dos dados de pedidos de auxílio-desemprego nos EUA. O número de pedidos feitos na semana passada alcançou 290 mil, com crescimento de 12 mil em relação à semana anterior; a expectativa era de 281 mil. O indicador, que sugere um mercado de mão de obra ainda forte, apesar do aumento no número de pedidos, levou alguns investidores "comprados" em dólar a vender para realizar lucros.

Diante do iene, o dólar voltou a subir diante da possibilidade de o governo do Japão convocar eleições parlamentares antecipadas para dezembro e adiar uma nova elevação do imposto sobre consumo. "Adiar o aumento do imposto indicaria que a economia do Japão precisa de mais estímulo. Veremos os dados do PIB no terceiro trimestre na próxima segunda-feira, os quais, se confirmarem as expectativas de que serão fracos vão reforçar os argumentos para que o primeiro-ministro Shinzo Abe antecipe as eleições e adie a elevação de imposto prevista para outubro de 2015. Tudo isso seria negativo para o iene", disse a estrategista Sireen Harajli, do Mizuho Bank.

A libra caiu ao nível mais baixo desde setembro de 2013 frente ao dólar, ainda em reação ao rebaixamento das projeções de crescimento e de inflação pelo Banco da Inglaterra (BoE), nesta quarta-feira. O relatório de inflação do BoE também sinaliza que a primeira elevação das taxas de juro deverá acontecer no terceiro trimestre de 2015.

Para o economista Azad Zangana, da Schroders, o BoE poderá ter dificuldades para manter a política monetária atual até a eleição parlamentar britânica prevista para maio de 2015. "O Reino Unido ainda tem uma das piores posições fiscais da Europa e está com um déficit em conta corrente muito elevado pelos padrões históricos. Tendo em vista a necessidade do próximo governo de retomar os esforços de austeridade nos próximos dois anos, o BoE poderá ter mais dificuldades para elevar as taxas de juro do que agora", acrescentou.

O mercado também operou na expectativa de indicadores importantes previstos para esta sexta-feira na Europa: as estimativas preliminares do PIB da zona do euro, da Alemanha, da França e da Itália no terceiro trimestre e o índice de preços ao consumidor da zona do euro em outubro.

No fim da tarde em Nova York, o euro estava cotado a US$ 1,2476, de US$ 1,2440 ontem; o iene estava cotado a 115,84 por dólar, de 115,54 por dólar ontem. Frente à moeda japonesa, o euro estava cotado a ? 144,52, de ? 143,70 ontem. Diante da libra, o euro estava cotado a ? 0,7942, de ? 0,7883 ontem. O franco suíço estava cotado a 0,9636 por dólar, de 0,9666 por dólar ontem, e a 1,2022 por euro, mesmo nível de ontem. A libra estava cotada a US$ 1,5710, de US$ 1,5782 ontem. O dólar australiano estava cotado a US$ 0,8718, de US$ 0,8720 ontem. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS