PUBLICIDADE
Notícias

Curdos do Iraque entram em Kobani

10:20 | 30/10/2014
Os dez primeiros combatentes curdos vindos do Iraque entraram na Síria nesta quinta-feira para auxiliar a luta dos militantes na defesa da cidade de Kobani, contra o grupo Estado Islâmico. A informação foi confirmada por ativistas que estão no local e relatam o andamento do conflito ao Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Espera-se que outros 140 curdos entrem em Kobani pela fronteira da Turquia no decorrer do dia, mas o avanço tem que ser feito de modo gradual já que militantes islâmicos estão atacando a região para tentar bloquear a comunicação de Kobani com o restante do mundo.

A missão dos soldados é a de reforçar os curdos que enfrentam os extremistas e romper o cerco imposto pelo Estado Islâmico sobre a cidade há seis semanas. A capacidade da tropa de cumprir a missão dependerá tanto da efetividade dos armamentos pesados que trouxeram quanto dos ataques aéreos realizados pela coalizão liderada pelos Estados Unidos.

Na quarta-feira, um grupo de 50 rebeldes sírios entraram em Kobani, também pela Turquia, para ajudar os curdos no combate ao grupo extremista. Eles são do Exército Livre da Síria, um grupo que luta para derrubar o presidente do país, Bashar Assad. A liderança política da entidade, que é apoiada pelos países ocidentais, fica baseada na Turquia, onde seus combatentes por vezes buscam um porto seguro durante as batalhas.

A ofensiva do grupo Estado Islâmico sobre Kobani e vilarejos sírios próximos já matou mais de 800 pessoas, segundo ativistas. Os extremistas sunitas capturaram dezenas de vilas e tomaram controle de partes da cidade, forçando mais de 200 mil pessoas a fugir para a Turquia. Fonte: Associated Press.

TAGS