PUBLICIDADE
Notícias

Encontro busca impulsionar médias empresas da América Latina na Alemanha

13:41 | 09/09/2014
Principal foco de evento em Colônia é apresentar aos empresários latinos as oportunidades de negócios no país europeu. Pela segunda vez, a presidente do Chile, Michelle Bachelet, será a convidada de honra. A cidade de Colônia, na Alemanha, vai sediar nos dias 27 e 28 de outubro o 65º Dia da América Latina, ou Lateinamerika-Tag. O encontro, que vai reunir centenas de empresários e políticos alemães e latino-americanos, pretende apresentar oportunidades de negócios e parcerias na Alemanha para médias empresas da América Latina. Tendo como principais temas "médias empresas na América Latina" e "financiamento de comércio e investimentos", o encontro vai contar com a participação da presidente do Chile, Michelle Bachelet. Será a segunda vez que a líder sul-americana é a convidada de honra do evento, repetindo a edição de 2006 em Stuttgart. "A ideia principal deste ano não é apresentar empresas alemães que estão a caminho da América Latina, mas as médias empresas latino-americanas que ainda não possuem negócios com a Alemanha", diz Christoph G. Schmitt, gerente-geral da Associação Empresarial para América Latina (LAV, em alemão). "Vamos abordar três temas principais: condições, necessidades de inovação e internacionalização dessas médias empresas latino-americanas." Ele afirmou, ainda, que o evento tem o objetivo de mostrar às médias empresas alemãs como são os negócios na América Latina e, também, tornar os países latinos mais atrativos para investimentos alemães. Para Schmitt, é importante incentivar uma plataforma de informações para que empresas latino-americanas venham para a região da Renânia do Norte-Vestfália onde se localiza Colônia e, também, para a Alemanha. "Parceria é muito dinâmica" Thomas Neisinger, embaixador responsável pela América Latina e Caribe no Ministério do Exterior alemão, afirmou que o evento abre mais uma possibilidade para que as empresas da América Latina e da Alemanha realizem negócios. Ele frisou, também, que o país europeu precisa da parceria com o continente latino-americano. "A parceria alemã com a América Latina é muito dinâmica. Não é à toa que o continente latino-americano é um grande mercado para as empresas alemãs", afirmou o diplomata. "Há uma ligação muito estreita das duas regiões no tocante a cultura, economia e investimentos." Serão dois dias de conferências, sendo que o dia 27 de outubro vai ter como tema "Financiamento de comércio e investimentos" e, no dia 28, "Médias empresas na América Latina". Tradicionalmente, um presidente latino-americano é convidado de honra e, repetindo a edição de 2006 realizada em Stuttgart, a presidente chilena, Michelle Bachelet, será recepcionada no último dia com um jantar de gala. A LAV principal organizadora do Dia da América Latina foi fundada em 1916 por comerciantes de Hamburgo e Bremen e é uma rede empresarial e plataforma de informações para representantes da economia alemã com interesse na América Latina. A associação apoia empresas de todos os setores na implementação e ampliação de atividades comerciais na região e, também, estimula as relações entre a Alemanha e países da região.

TAGS