PUBLICIDADE
Notícias

EUA apoiam prolongamento da trégua em Gaza, diz Obama

21:30 | 06/08/2014
O presidente norte-americano Barack Obama disse nesta quarta-feira que os EUA pretendem apoiar o diálogo no Egito para estender o cessar-fogo entre Israel e o grupo extremista Hamas na Faixa de Gaza. Segundo Obama, uma das prioridades no curto prazo é assegurar que o Hamas pare de lançar foguetes de Gaza para atingir Israel.

No longo prazo, ele afirmou que os palestinos "precisam de uma sensação de esperança" quanto ao seu futuro. "Eu acredito que existam maneiras possíveis, mas será necessário que os líderes políticos aceitem alguns riscos", disse o presidente. "Então eu não acho que chegaremos lá logo".

O líder norte-americano disse que uma eventual solução terá que ser acompanhada por uma maior abertura de Gaza para a influência do governo palestino, liderado pelo presidente Mahmoud Abbas. Para Obama, Abbas é "sincero em seu desejo pela paz".

"Eles se mostraram responsáveis, eles reconheceram Israel, eles deram um passo atrás para chegar a uma solução com dois Estados", afirmou o presidente sobre a autoridade palestina. "Mas eles também saíram enfraquecidos durante esse processo. A população na área oeste pode ter perdido sua confiança. Temos que reconstruir isso também."

O comentário de Obama sobre a expansão da influência do governo palestino segue o tom de falas recentes de oficiais dos EUA que estão acompanhando as negociações no Cairo. "Eu não sou simpático ao Hamas", disse Obama sobre o grupo de extremistas que controla a região da Faixa de Gaza. "Eu tenho grande empatia com pessoas comuns que estão sofrendo dentro de Gaza."

De acordo com o presidente norte-americano, o secretário de Estado John Kerry manteve contato com todos os partidos envolvidos no conflito e no diálogo que se seguiu ao cessar-fogo decretado na segunda-feira. Segundo ele, os Estados Unidos continuam seu trabalho "com todo o empenho" para avançar no processo de paz na região. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS