PUBLICIDADE
Notícias

Sarkozy é detido para interrogatório em suposto caso de tráfico de influência

06:17 | 01/07/2014
Ex-presidente da França teria usado de sua posição para obter, de forma ilegal, informações sobre uma investigação sobre financiamento ilegal de sua campanha de 2007. O ex-presidente francês Nicolas Sarkozy está sendo interrogado num suposto caso de tráfico de influência e violação do sigilo da investigação nesta terça-feira (01/07). Ele é mantido sob custódia da polícia francesa em Nanterre, nas proximidades de Paris. Os investigadores podem manter o interrogatório por até 24 horas, com a possibilidade de extensão por mais um dia. O ex-presidente dirigiu-se ao local do interrogatório, em Paris, um dia depois de seu advogado ter respondido a perguntas. Segundo uma fonte legal, Sarkozy é questionado sobre uma suposta rede de informantes revelada por escutas telefônicas que o teria mantido a par de uma investigação sobre irregularidade em sua campanha eleitoral de 2007. A investigação, iniciada em fevereiro, pretende verificar se ele tentou usar sua influência para conseguir informações sobre um inquérito que apurava alegações de que o ex-ditador da Líbia Muammar Kadafi teria financiado a sua campanha eleitoral, em 2007. Também alega-se que a mulher mais rica da França a herdeira da L'Oreal, Liliane Bettencourt contribuiu para a campanha. Segundo as denúncias, Sarkozy teria prometido uma promoção em Mônaco a um juiz em troca de informações. É a primeira vez que um ex-chefe de Estado francês é interrogado na história moderna do país. O político conservador nega as irregularidades. O caso pode acabar com suas esperanças de voltar à presidência depois da derrota para o socialista François Hollande, em 2012. Esta é uma das seis investigações envolvendo Sarkozy, incluindo a recente sobre irregularidade em sua campanha mal-sucedida para a presidência em 2012. LPF/rtr/afp/dpa/lusa

TAGS