PUBLICIDADE
Notícias

Marinha italiana encontra 30 corpos em barco de migrantes

A descoberta macabra aconteceu no momento em que militares subiram a bordo de um pesqueiro que transportava 590 refugiados e imigrantes

07:20 | 30/06/2014
Trinta corpos foram encontrados no domingo à noite em um barco lotado de imigrantes no canal da Sicília, entre a Itália e a costa do norte da África.

A descoberta macabra aconteceu no momento em que militares subiram a bordo de um pesqueiro que transportava 590 refugiados e imigrantes. O objetivo era deixar em terra firme às pessoas mais necessitadas, incluindo duas grávidas.

A embarcação começou a ser rebocada pelo navio "Grecale" da Marinha italiana e deve chegar a Pozzallo, na região de Ragusa (sudeste da Sicília), ainda nesta segunda-feira.

Os imigrantes morreram, ao que tudo indica, por asfixia. Os corpos foram encontrados em uma área de difícil acesso do pesqueiro.

Não é a primeira vez que as autoridades italianas encontram cadáveres de imigrantes a bordo de embarcações que recebem auxílio em alto mar no canal da Sicília, mas nunca haviam sido tantos corpos de apenas uma vez.

No dia 14 de junho, 10 imigrantes se afogaram no naufrágio de um barco a apenas 70 km das costa líbia. A Marinha italiana prestou socorro e 39 pessoas foram resgatadas.

No fim de semana, a Marinha anunciou que socorreu 1.654 imigrantes e refugiados, que estavam em sete embarcações, pesqueiros e canoas improvisadas.

Os resgates são parte da operação "Mare Nostrum", iniciada pela Itália em 2013 após dois terríveis naufrágios, um na região de Lampedusa e outro perto de Malta, que deixaram quase 400 mortos.
AFP

TAGS