PUBLICIDADE
Notícias

Polônia inaugura museu que conta a vida de João Paulo II

18:40 | 09/04/2014
Um novo museu na Polônia oferece aos visitantes uma chance deles verem como é andar nos passos de um santo - ou pelo menor olhar para as meias pretas que ele usava em viagens.

Com a elevação do papa João Paulo II à santidade, o que vai ocorrer no final deste mês, sua cidade natal, Wadowice, no sul da Polônia, comemora com a inauguração de uma instalação multimídia para mostrar aos fiéis a vida de Karol Wojtyla. A obra custou 6,2 milhões de euros.

O museu foi inaugurado nesta quarta-feira em Wadowice, onde Wojtyla nasceu em 18 de maio de 1920. O local documenta a vida de João Paulo II desde a sua juventude como filho de um oficial do exército até o sacerdócio e os 26 anos do papado que o levou à santidade.

O museu dispõe de itens pessoais, como os tênis e as meias que Wojtyla utilizava em suas caminhadas e passeios de caiaque, os seus óculos de sol, uma garrafa de água de plástico, fotos de família e do oratório onde ele rezava quando criança.

Também está incluída a pistola 9mm Browning HP que Mehmet Ali Agca usou na tentativa de assassinar o papa em 13 de maio de 1981. Ao lado da arma há uma foto do encontro de Wojtyla com Agca, quando João Paulo foi lhe conceder perdão no presídio, e uma réplica da bala que feriu o pontífice.

O padre Dariusz Ras, diretor do museu, disse à Associated Press que espera que a nova exposição - que conta com a exibição de discursos e vídeos, além da reconstituição da casa onde Wojtyla nasceu - seja atrativa para uma nova geração de fiéis. "A ideia é de que a exposição em sua terra natal mostre o papa ao longo de toda sua vida de uma forma que seja melhor para os mais jovens", disse Ras.

O papa Francisco irá canonizar João Paulo II em 27 de abril no Vaticano. Fonte: Associated Press.

TAGS